residencial Operação Lava Jato: Presidente Dilma Rousseff poderá ser investigada pelo MPF - São Gonçalo Agora

Operação Lava Jato: Presidente Dilma Rousseff poderá ser investigada pelo MPF

De acordo com a delação de Delcídio, uma indicação de Dilma objetivou libertar da prisão os donos da Odebrecht e da Andrade Gutierrez.

A abertura de investigação pelo Ministério Público Federal (MPF) sobre os atos da presidente Dilma Rousseff realizados no exercício do mandado poderá ocorrer após a delação premiada do senador Delcídio do Amaral (PT-MS).

De acordo com O Globo, após a homologação da delação do senador no Supremo Tribunal Federal (STF), a Procuradoria-Geral da República (PGR) resolverá se a presidente ficará sob investigação por conta das acusações feitas pelo ex-líder do governo no Senado.

Divulgada pela revista IstoÉ, a principal acusação é que Dilma indicou um ministro ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) com o objetivo de interferir nos rumos das investigações da Operação Lava Jato. Isso comprovaria que a situação é diferente das primeiras citações à petista na Lava Jato, podendo levar a um pedido de inquérito no STF para investigar a presidente. No ano passado, a Dilma escapou de entrar na lista dos primeiros pedidos de abertura de inquérito para investigar autoridades com foro privilegiado, porque os fatos eram anteriores à posse.

Entretanto, segundo fontes, a situação mudou. Dilma Rousseff teria nomeado Marcelo Navarro Ribeiro Dantas para ser ministro do STF em agosto de 2015, o primeiro ano do seu segundo mandato. De acordo com a delação de Delcídio, tal indicação objetivou libertar da prisão os donos da Odebrecht e da Andrade Gutierrez. Dantas e a presidente negam qualquer atuação sobre o caso.
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo