residencial Má notícia para Lula: Ex-presidente da OAS Leo Pinheiro vai delatar tríplex e sítio - São Gonçalo Agora

Má notícia para Lula: Ex-presidente da OAS Leo Pinheiro vai delatar tríplex e sítio

Má notícia para Lula: Leo Pinheiro vai delatar tríplex e sítio

O ex-presidente da OAS José Aldemário Pinheiro Filho, mais conhecido como Léo Pinheiro, aceitou fazer um acordo de delação premiada com a Procuradoria Geral da República (PGR). A expectativa é que Pinheiro, um dos empreiteiros mais chegados do ex-presidente Lula, esclareça as dúvidas que pairam sobre as situações do tríplex que seria de Lula, no Guarujá (SP), e da reforma milionária em um sítio em Atibaia (SP). Outras informações aguardadas com ansiedade pelos investigadores se referem a pagamentos de suborno pela Odebrecht a parlamentares que atuavam em favor da OAS.

Léo Pinheiro é sócio da empreiteira e foi condenado a 16 anos de prisão pelo envolvimento na roubalheira à Petrobras e a PGR está à frente das negociações, justamente por constar o envolvimento de políticos com foro privilegiado. Além do ex-presidente, outros executivos da OAS também aceitaram relatar as falcatruas e seus envolvidos para aliviar as penas impostas.

De acordo com reportagem do jornal Folha de S. Paulo, Léo Pinheiro vai confirmar que a OAS, além da Andrade Gutierrez, também fez pagamentos à agência de propaganda Pepper por serviços prestados durante a campanha para eleição de Dilma Rousseff como presidente da República em 2010. A empreiteira teria desembolsado quase R$ 1 milhão para que a Pepper atuasse nas redes sociais em prol de da petista. Pouco tempo depois, OAS e Odebrecht conseguiram contratos de R$ 7 bilhões com a Petrobras para construção das refinarias Abreu e Lima, em Pernambuco, e Getúlio Vargas, no Paraná.
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo