residencial Cientistas criam supercomputador do tamanho de um livro graças ao uso de motores biológicos - São Gonçalo Agora

Cientistas criam supercomputador do tamanho de um livro graças ao uso de motores biológicos

Um grupo internacional de cientistas desenvolveu um biocomputador do tamanho de um livro, capaz de resolver problemas matemáticos tão rápido quanto um supercomputador. O segredo está na utilização da nanotecnologia para a criação de motores moleculares que são capazes de operar a resolução de cálculos matemáticos de maneira simultânea. Computadores normais trabalham sequencialmente, e no caso dos supercomputadores, são necessários dezenas de milhares de processadores paralelos para conseguir o mesmo desempenho.

Os pesquisadores descobriram uma maneira de fazer o trabalho de computação paralela em uma escala menor graças ao uso de motores moleculares. Essas grandes moléculas são capazes de realizar tarefas mecânicas.

“Em termos simples, isso envolve a construção de um labirinto de canais baseados em nanotecnologia. Esses canais tem normas de circulação específicas para filamentos de proteínas. A solução do labirinto corresponde à resposta de uma equação matemática, e muitas moléculas podem encontrar seu caminho no labirinto ao mesmo tempo”, afirma Heiner Linker, Diretor do Centro de Nanociência da Universidade de Lund, na Suécia.

Segundo Linke, os biocomputadores tem os pré-requisitos necessários para serem comerciais em menos de 10 anos.

O estudo foi publicado no jornal Proceedings of the National Academy o Sciences (PNAS)
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo