residencial 26ª fase da Lava Jato é desdobramento da prisão do marqueteiro João Santana - São Gonçalo Agora

26ª fase da Lava Jato é desdobramento da prisão do marqueteiro João Santana

A Polícia Federal deflagrou nesta terça (22) , a 26ª fase da Operação Lava Jato, em São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Bahia, Piauí, Distrito Federal, Minas Gerais, Piauí e Pernambuco. Trata-se desdobramento da Acarajé, a 23ª etapa, que prendeu o publicitário João Santana, ex-marqueteiro das campanhas eleitorais da presidente Dilma e do ex-presidente Lula, e sua mulher e sócia Monia Moura, que estão presos em Curitiba.

Em Brasília, a PF está no hotel Golden Tulip, onde moram vários políticos e se hospeda o ex-presidente Lula, que nesta segunda-feira (21) jantou com a presidente Dilma Rousseff. O local fica próximo à residência oficial dp Palácio da Alvorada. O alvo principal desta fase é a empreiteira Odebrecht.

Cerca de 380 policiais federais cumprem 110 mandados judiciais nos estados de . A atual fase foi batizada de Operação Xepa e tem como um dos alvos o Grupo Odebrecht. Do total de mandados, 67 mandados são de busca e apreensão, 28 mandados de condução coercitiva, quando a pessoa é obrigada a prestar depoimento, 11 mandados de prisão temporária e quatro de prisão preventiva.

A PF informou que descobriu um esquema de contabilidade paralela do Grupo Odebrecht destinado ao pagamento de vantagens indevidas a terceiros, vários deles com vínculos diretos ou indiretos com o poder público em todas as esferas, a partir do material apreendido na Operação Acarajé.

Ainda de acordo com a PF, há indícios concretos de que o grupo se utilizou de operadores financeiros ligados ao mercado paralelo de câmbio para a disponibilização de recursos ilegais. A prisão temporária tem prazo de cinco dias e pode ser prorrogada pelo mesmo período ou convertida em preventiva, que é quando o investigado fica preso à disposição da Justiça sem prazo pré-determinado. Os presos serão levados para a Superintendência da PF, em Curitiba.

Os mandados estão sendo cumpridos um dia depois da Operação Polimento, 25ª etapa da Lava Jato, deflagrada em Portugal nesta segunda-feira, 21. A fase internacional prendeu o empresário Raul Schmidt Felipe Junior, que estava foragido desde julho de 2015.
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo