residencial Escola "Prédio" comemora seus 100 anos com muita história em São Gonçalo dos Campos - São Gonçalo Agora

Escola "Prédio" comemora seus 100 anos com muita história em São Gonçalo dos Campos

A Escola Estadual Antonio Carlos Pedreira, também conhecida pelo nome de "Prédio", situada à praça da Bandeira em São Gonçalo dos Campos está comemorando este ano o seu centenário, 100 anos de muita história. Para os início das comemorações, a direção da escola encomendou nesta terça-feira (16) uma missa solene na Igreja Matriz da cidade, que contou com a presença dos novos e antigos alunos, professores e pais de alunos.

O senhor "Beto do Empório" como é conhecido, disse que "foi aluno há 70 atrás, na época a diretora era a professora Evangelina Portugal, sua primeira professora foi Agripina e a segunda foi Valdertrudes". Seu Beto concluiu 5 anos na Escola Estadual Antonio Carlos Pedreira. O senhor disse ainda que, "foi um tempo muito bom, muito bom mesmo, estudava e se aprendia, eu devo ser um dos poucos remanescentes que estudaram lá." Indagado sobre a diferença entre o ensino de sua época e o de hoje, seu Beto acrescentou, que, "sem dúvidas, naquela época era muito mais eficiente, tinha disciplina, respeito, o professor, era, talvez, mais do que os pais, porque tinha o dever não só de ensinar, mais de educar e disciplinar."

A senhora Ester também foi uma aluna da centenária Escola Estadual Antonio Carlos Pedreira. Ela contou ao São Gonçalo Agora que "entrou na escola em março de 1942 e terminou o 5 ano elementar em novembro de 1946." Um ano de sua alfabetização foi realizado em casa, aprendendo a ler olhando o jornal "O Imparcial".

"A construção do prédio da Escola Estadual Antonio Carlos Pedreira, foi, em sua grande parte, efetuada no governo do Exmo. Sr. Dr. J.J Seabra, sendo Secretário de Estado o Dr. Arlindo C. Fragoso, terminado e inaugurado no governo do Exmo. Sr. Dr. Antonio Ferrão Muniz de Aragão, sendo Secretário de Obras Públicas o Dr. J. A. Pedreira Franco - 8 / 12 / 1916." O prefeito da época era João Pedreira do Couto Ferraz.

São Gonçalo Agora/Sandro Araújo
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo