Justiça aceita denúncia contra auditor acusado de sonegar mais de R$ 2 milhões - São Gonçalo Agora

Justiça aceita denúncia contra auditor acusado de sonegar mais de R$ 2 milhões

A Justiça Federal recebeu na última terça-feira (17) denúncia do Ministério Público da Bahia (MPF-BA) contra um auditor fiscal da receita estadual e um empresário por terem supostamente sonegado mais de R$ 2 milhões em impostos. Andres Miguel Estevez Moreira e Vicente Fechine de Parcio Neto, sócio-gerente da Indústria, Comércio e Serviços de Confecções LTDA-EPP são acusados de liderar esquema para não pagar impostos da empresa. De acordo com os autos do processo, Vicente Neto declarou à Receita Federal em 2007 que sua empresa, inscrita no Simples – programa com regime tributário diferenciado para pequenos e microempresários – não teve lucro no ano anterior e, portanto, não teria que pagar tributos. No entanto, investigações da Receita revelaram que os rendimentos da empresa no período foram de pouco mais de R$ 5,5 milhões, o que superou o teto do valor para adesão ao Simples, que é de R$ 3,6 milhões. De acordo com apuração da Polícia Federal, Neto agiu em parceria com Moreira, que atuava na contabilidade da empresa, apesar de não ser formalmente contratado. Caso sejam condenados, os acusados podem pegar pena de dois a cinco anos de prisão, além de pagamento de multa.
Compartilhe no Google+

About Sandro Araújo