'Não posso acreditar num parecer de um membro da Lava Jato', diz prefeito Furão - São Gonçalo Agora

'Não posso acreditar num parecer de um membro da Lava Jato', diz prefeito Furão

Foto_Sandro Araújo
O Prefeito de São Gonçalo dos Campos, Antonio Dessa Cardoso (Furão), foi multado em R$ 10 mil pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), na sessão da última quarta-feira (01) e deverá ressarcir à conta especifica do FUNDEB, com recursos pessoais, a quantia de R$ 999,743,66 em razão da saída de numerários nos meses de janeiro, abril e maio de 2000, sem os documentos de despesas correspondentes.

Em entrevista exclusiva à nossa equipe na manhã desta última sexta-feira (03), o prefeito classificou a decisão do Tribunal como "revanchismo" e "perseguição política". Isto, acredita ele, em virtude de uma declaração no mês passado, a respeito do conselheiro do TCM, Mario Negromonte. "Ele proferiu uma sentença contra mim, imputando uma multa e alegando que eu tinha feito contratações irregulares, enquanto eu tenho até o final deste ano o recurso, por um termo de ajuste de conduta (TAC), que eu fiz com o Ministério Público de São Gonçalo e Ministério Público Federal do Trabalho. Eu critiquei essa decisão de Mario Negromonte, e desde então venho sendo retaliado pelo corporativismo do TCM", declarou.

O prefeito afirmou que em 2009, as contas do município foram aprovadas pelo TCM. "As contas foram aprovadas por unanimidade pelos conselheiros, eles alegaram que não apresentei a documentação e os comprovantes, e apresentei sim, todos os comprovantes e extratos bancários da época. Esse montante foi relativo a folha de pagamento, nós apresentamos todos os comprovantes, estratos bancários com dinheiro saindo da prefeitura e entrando na conta de funcionário. É estranho que depois de seis anos eles aleguem isso".

Segundo o prefeito, ele tem vinte dias para apresentar as provas e os comprovantes, caso não apresente, poderá ser encaminhada uma representação ao Ministério Publico Federal contra ele.

"Eu bati de frente com Negromonte porque se trata de um julgamento de um conselheiro que está envolvido na Operação Lava Jato. E não sou eu que estou dizendo, quem está dizendo é a Polícia Federal, e o Procurador Geral da República [Rodrigo Janot] que ele está envolvido. Então, eu não posso acreditar num parecer do membro da Lava Jato. Eu defendo minhas convicções. E como todo mundo sabe que o corporativismo é muito grande, todos nós sabemos que alguns gabinetes do TCM são verdadeiros gabinetes do Governo do Estado da Bahia, e como eu também rompi com este governo, esta perseguição está vindo via Tribunal de Contas", finalizou.

Confira abaixo a publicação do TCM

"O prefeito de São Gonçalo dos Campos, Antônio Dessa Cardoso, foi multado em R$ 10 mil pelo Tribunal de Contas dos Municípios, na sessão desta quarta-feira (01/07), e deverá ressarcir à conta específica do Fundeb, com recursos pessoais, a quantia de R$ 999.743,66, em razão da saída de numerários nos meses de janeiro, abril e maio de 2009, sem os documentos de despesas correspondentes. Os conselheiros decidiram também encaminhar representação contra Antônio Cardoso ao Ministério Público Estadual. O gestor, em sua defesa, alegou que os recursos são decorrentes de retenções em folhas de pagamentos dos servidores públicos; de obrigações previdenciárias e imposto de renda, mas não apresentou documentos bancários para comprovar sua alegação. Cabe recurso da decisão".

São Gonçalo Agora/Sandro Araújo
Com informações do prefeito Furão
Matéria original do Jornal Folha do Estado
Compartilhe no Google+

About Sandro Araújo