residencial Crise Nacional atinge a Pirelli e funcionários temem demissões - São Gonçalo Agora

Crise Nacional atinge a Pirelli e funcionários temem demissões

A triste notícia foi repassada aos funcionários da empresa Pirelli Pneus de Feira de Santana nessa quinta-feira (02/04) em uma reunião ocorrida na empresa.

Funcionários apreensivos na reunião dessa quinta (02)
Segundo o gerente Wilson Americano, as 4 unidades da empresa vem lutando contra a crise desde o ano passado, porém a queda drástica nas vendas de pneus este ano, fez com que medidas emergenciais fossem tomadas para evitar demissões em massa, e tentar driblar a crise até que ela chegue ao fim.

De acordo com informações da empresa, está sendo negociado com o sindicato a adoção do regime de layoff (afastamento temporariamente) por um período de cinco meses, que deve atingir 1,5 mil funcionários das quatro unidades da empresa: Feira de Santana, na Bahia; Santo André e Campinas, em São Paulo, e Gravataí, no Rio Grande do Sul. A Pirelli afirma que a medida visa “adequar o nível de produção à demanda atual e futura do mercado.

Conforme a empresa, o "layoff" poderá ter início no fim de abril e se estender por todos os cinco meses permitido pelo programa. Nesse período os operários passam por cursos de qualificação e têm parte do salário (R$ 1,3 mil)  custeadas por recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).
Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link http://www.valor.com.br/empresas/3988910/pirelli-pode-afastar-temporariamente-15-mil-trabalhadores ou as ferramentas oferecidas na página.
Textos, fotos, artes e vídeos do Valor estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Valor (falecom@valor.com.br). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o Valor faz na qualidade de seu jornalismo.
Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link http://www.valor.com.br/empresas/3988910/pirelli-pode-afastar-temporariamente-15-mil-trabalhadores ou as ferramentas oferecidas na página.
Textos, fotos, artes e vídeos do Valor estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Valor (falecom@valor.com.br). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o Valor faz na qualidade de seu jornalismo.
Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link http://www.valor.com.br/empresas/3988910/pirelli-pode-afastar-temporariamente-15-mil-trabalhadores ou as ferramentas oferecidas na página.
Textos, fotos, artes e vídeos do Valor estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Valor (falecom@valor.com.br). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o Valor faz na qualidade de seu jornalismo.

Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link http://www.valor.com.br/imprimir/noticia/3988910/empresas/3988910/pirelli-pode-afastar-temporariamente-15-mil-trabalhadores ou as ferramentas oferecidas na página.
Textos, fotos, artes e vídeos do Valor estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Valor (falecom@valor.com.br). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o Valor faz na qualidade de seu jornalismo.

Muitos funcionários da Pirelli Feira de Santana são moradores de São Gonçalo dos Campos, e temem perder seus empregos. Caso a crise não seja contida dentro do período de execução do regime "layoff" com os operários, não está descartada a hipótese de possíveis demissões em massa na empresa.

São Gonçalo Agora/Sandro Araújo
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo