residencial Apreensões de motos frustra passeio motociclístico de Mercês - São Gonçalo Agora

Apreensões de motos frustra passeio motociclístico de Mercês

O 9º Passeio Motociclístico do Distrito de Mercês, em São Gonçalo dos Campos,  foi cancelado pelos organizadores neste domingo (12), logo após a polícia militar da cidade apreender cerca de 20 motos, todas apresentando várias irregularidades segundo a polícia. A operação teve o comando do Tenente PM Laerte, comandante do BPM/SG com o consentimento do Major Jader, comandante da 57ª Companhia Independente em Santo Estevão.

De acordo com o relatório da operação, um dos organizadores do passeio, o Sr. José Cirilo "Gui", procurou a polícia militar para informar a realização do passeio, foi lhe passada algumas regras, e após esse primeiro contato a polícia não foi mais procurada.

Motos apreendidas e caminhão danificado
"Expliquei-lhe que deveria ser observado aquilo que prescreve o Código de Trânsito Brasileiro sobre a circulação de veículos automotores, ressalvada uma, que eu entendi no momento facultar para que não se tornasse inviável o acontecimento; licenciamento em dias. Também fiz ressalvas severas acerca da questão das motos sem placas, faróis, descargas alteradas para produzir ruídos, habilitação, capacete e proibição de menores Surpreendentemente, não fui mais procurado pelo citado organizador, com o ofício de praxe para informar ao órgão de segurança, e entendi que o passeio não mais aconteceria devido as exigências.

Na última semana porém, observei o carro de som anunciando a venda das camisas e algumas orientações sobre o 9º Motopasseio de Mercês, e ainda assim, não havia sido até o momento oficiado para tomar as devidas providências e precauções afim garantir a ordem e a segurança das pessoas que ali estariam", disse o tenente.
Ainda de acordo com o relatório, "no dia 23 de março de  2014, o mesmo passeio causou uma série de problemas aos moradores da cidade de São Gonçalo dos Campos. Entre as queixas da população; o barulho ensurdecedor das descargas alteradas, veículos sem placas, condutores fazendo manobras arriscadas, transito de motocicletas pelas calçadas e praças do centro da cidade e menores conduzindo, condutores sem utilizar equipamentos obrigatórios de segurança e de proteção individual (como capacetes, retrovisores e faróis), transitando com excesso de pessoas e de velocidade, conforme reportagem da época divulgada em sites locais.

Foto arquivo do 8º Passeio, realizado em 2014
A Câmara de vereadores fez na sessão do dia 25/03/14, uma nota de repúdio e convocou os representantes da Polícia de São Gonçalo para dar explicações. Posteriormente também, a então Juíza de Direito, Exma. Eli Cristiane e a promotora Drª. Laise Carneiro, numa reunião com a presença ainda do Ten Cel PM Samuel de Melo e da delegada Cristiane Oliveira. Na oportunidade ainda fotos foram entregues pelo repórter Edson Cerqueira.

Numa das fotos aparece uma viatura acompanhando o passeio, o que gerou ainda mais revolta na população, pois era claramente uma afronta à legalidade. Verificou-se mais tarde que a viatura de outra companhia e não a viatura local que inclusive apreendeu algumas dessas motos irregulares, mas devido à grande quantidade de público, aproximadamente 2mil pessoas, foi insuficiente para trazer a tranquilidade."

Neste domingo, após a apreensão das motos, cerca de 180 pessoas que participariam do passeio realizaram um manifesto contra o ato da polícia, e o clima ficou bastante tenso. Além dos manifestantes jogarem pedras na polícia, o motorista do caminhão, que foi solicitado para recolher as motos, foi agredido com um tapa quando dava partida no veículo, que também foi parcialmente depredado.

A polícia local solicitou o apoio de mais viaturas do Ceto/CPRL, do PETO, Asa Branca e CAEL. Diante do forte apoio policial a tensão foi contida e nenhum policial ou manifestante foi agredido.

São Gonçalo Agora/Sandro Araújo
Informações e fotos da polícia
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo