residencial Gerente da Caixa Econômica fala sobre limitações após explosão - São Gonçalo Agora

Gerente da Caixa Econômica fala sobre limitações após explosão

De acordo com o gerente Vinícius Benielli os serviços da Caixa Econômica Federal de São Gonçalo dos Campos permanecerão limitados durante os próximos 15/16 dias. Segundo o gerente, os caixas internos estão operando de forma contingenciada, tanto devido às reformas no interior da agencia, que dificulta a entrada dos clientes, quanto ao péssimo estado em que a violência da explosão deixou as dependências da agência.

Caixa Econômica Federal
Os caixas danificados estão sendo reformados e, segundo a empresa responsável, só no próximo dia 10 de novembro estarão prontos para ser entregues. Porém, a instalação só será possível após o termino da reforma no prédio, onde receberá um novo piso, forro, reajustes na instalação elétrica, pintura e sistema de segurança.

A ausência dos serviços da Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil têm gerado um grave problema para os clientes e comércio de São Gonçalo. As enormes filas nos pontos credenciados e a falta de dinheiro em seus caixas são exemplos desses problemas. Muitas pessoas estão sendo obrigadas a procurar os serviços nas agências das cidades vizinhas, a exemplo de Conceição da Feira e Feira de Santana.

No caso do Banco do Brasil ainda existe uma grande dúvida se os caixas eletrônicos voltarão a funcionar. De acordo com o gerente da agência, Wilson de Oliveira, o banco realizará um estudo minucioso, observando à necessidade da população sangonçalense na utilidade dos serviços oferecidos pelos terminais, chegando até surgir à possibilidade de maiores investimentos por parte do banco, e a cidade ganhe uma agência mais ampla, ou até mesmo o seu fechamento.

Na agência, apenas aos serviços administrativos como abertura e manutenção de contas, empréstimos entre outros estão sendo realizados.

São Gonçalo Agora/Sandro Araújo
Compartilhe no Google+

About Sandro Araújo