residencial Mais detalhes sobre a morte de dona Clarice. Ouça! - São Gonçalo Agora

Mais detalhes sobre a morte de dona Clarice. Ouça!

As primeiras informações, colhidas tanto pela PM quanto pelo próprio Valdir Machado, davam conta que, o caso teria acontecido na noite desta segunda-feira (20/10), na localidade da Boa Vista, zona rural de São Gonçalo, e que Valdir Machado Santana, conhecido como Machado, 39 anos, brigava com seu filho de 18 anos, quando a senhora Clarice Machado Santana, 71 anos, mãe de Valdir, tentou intervir na briga e recebeu um empurrão do filho, vindo a sofrer uma queda, que resultando em sua morte na manhã desta terça-feira (21/10).

Ainda com informações, dona Clarice foi socorrida, não sabemos ao certo se na noite da briga ou na manhã seguinte, mas após dar entrada no Hospital Municipal de Conceição da Feira, foi encaminhada ao Hospital de São Félix, onde não resistiu e acabou falecendo.

A principio foi dito pela PM, de forma extraoficial, que a senhora teria sofrido traumatismo craniano e isso teria sido sua causa morte.

De acordo com as declarações da delegada Cristiane Oliveira, titular da delegacia de polícia civil de São Gonçalo, com base no depoimento de Valdir Machado, "ele não empurrou a mãe e sim a puxou pelo braço pra fora da briga e ela se desequilibrou e caiu, sem bater a cabeça no chão. Se ele disse o contrário em entrevistas concedidas anteriormente ao seu depoimento, suas falas consideram-se anuladas, pois Valdir poderia estar em estado de embriaguez".

Ainda de acordo com a delegada, "dona Clarice se queixou de algumas dores na cabeça na mesma noite do ocorrido, porém só foi levada ao hospital após passar mal nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (21/10), e ao dar entrada na unidade hospitalar em São Félix veio a óbito. Segundo informações de um laudo do hospital, a idosa morreu vítima de crise hipertensiva, edema pulmonar agudo e acidente vascular cerebral (AVC)".

Para o portal, com base nas falas da delegada, inclusive na releitura de um laudo do hospital, Valdir não pode ser considerado culpado pela morte da mãe, pois se isso acontecer, primeiro o laudo terá que ser contestado, e depois o corpo da idosa exumado para total e definitivo esclarecimento do caso.

O São Gonçalo Agora teve a preocupação de publicar novamente informações sobre este caso, para mostrar que, as principais informações publicadas anteriormente sobre o empurrão que Valdir Machado deu em sua mãe, assim como o suposto traumatismo craniano que levou a morte de dona Clarice, foram informações passadas à nossa reportagem, tanto pelo próprio Valdir Machado quanto pela Polícia Militar. Em momento algum mentimos sobre os fatos. Se houve alguma mentira, como foi dito por um profissional de comunicação local, essa mentira partiu do próprio Valdir e Polícia Militar, que passaram as informações ao repórter André Silva e imprensa de Feira de Santana.

Valdir Machado foi levado algemado no fundo da viatura da PM na manhã desta terça-feira (21/10), e após a delegada ter colhido seu depoimento o mesmo foi liberado.

OUÇA AGORA TODOS OS ÁUDIOS DAS ENTREVISTAS SOBRE O CASO

ÁUDIO DE VALDIR MACHADO

ÁUDIO DO SARGENTO BARREIROS

ÁUDIO DO TENENTE LAERTE

ÁUDIO DA DELEGADA CRISTIANE OLIVEIRA 01

ÁUDIO DA DELEGADA CRISTIANE OLIVEIRA 02


São Gonçalo Agora/Sandro Araújo
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo