residencial Igreja define horários e locais para as missas de finados - São Gonçalo Agora

Igreja define horários e locais para as missas de finados

O pároco de São Gonçalo dos Campos, Pe. Miguel, divulgou nesta terça-feira (28/10) o cronograma cm o horários e locais onde serão celebradas as missas de finados.

Dia de Finados (2 de Novembro)

07:00 Igreja Matriz (Sede) 
09:00 Capela do Cemitério (Sede)
11:00 Povoado de Brotas
15:00 Distrito de Mercês
17:00 Povoado de Santana
19:00 Igreja Matriz (Sede)

O cemitério de São Gonçalo dos Campos, localizado na Rua Nascimento Ferreira, já encontra-se em fase final de preparação para as visitas e missa de finados no próximo dia 2 de novembro.

Uma equipe de limpeza da prefeitura municipal, está a cerca de 2 meses realizando os serviços em vários cemitérios do município, e até o próximo dia 2, toda a limpeza será concluída para que os visitantes possam arrumar os jazigos, locais que simbolizam o descanso eterno de seus entes queridos.

Segundo o coveiro do cemitério de São Gonçalo, o Sr. Paulo Cesar, "manter um cemitério limpo é um trabalho bastante duro, pois o solo de um cemitério é muito fértil e com poucos dias de capina o mato cresce todo novamente. É preciso capinar a todo momento para manter sempre limpo. Como são muitos cemitérios para poucos trabalhadores, é necessário um pouco de tempo e paciência para dar conta de tudo."

Cemitério de Mercês
Apesar da fachada do cemitério de Mercês estar com um aspecto destruído e de abandono, por dentro, está limpo e pronto para as visitas. Em Santana do Itaquari, um cemitério bastante pequeno, segue da mesma forma.

Cemitério de Santana

Cemitério de São Gonçalo
Cemitério de São Gonçalo
De acordo com queixas de moradores, existem cemitérios em estado de total abandono na zona rural de São Gonçalo. Nossa reportagem não teve condições até o momento de conferir de perto essas denuncias, mas moradores atestam que, um jogo de empurra entre a paróquia e prefeitura para decidir quem fica ou não responsável por alguns cemitérios é a causa da situação de abandono.


Dia de Finados

O Dia de Finados é o dia da celebração da vida eterna das pessoas queridas que já faleceram. É o Dia do Amor, porque amar é sentir que o outro não morrerá nunca.

É celebrar essa vida eterna que não vai terminar nunca. Pois, a vida cristã é viver em comunhão íntima com Deus, agora e para sempre.

Desde o século 1º, os cristãos rezam pelos falecidos; costumavam visitar os túmulos dos mártires nas catacumbas para rezar pelos que morreram sem martírio. No século 4º, já encontramos a Memória dos Mortos na celebração da missa. Desde o século 5º, a Igreja dedica um dia por ano para rezar por todos os mortos, pelos quais ninguém rezava e dos quais ninguém se lembrava.

Desde o século XI, os Papas Silvestre II (1009), João XVIII (1009) e Leão IX (1015) obrigam a comunidade há dedicar um dia por ano aos mortos.

Desde o século XIII, esse dia anual por todos os mortos é comemorado no dia 2 de novembro, porque no dia 1º de novembro é a festa de "Todos os Santos". O Dia de Todos os Santos celebra todos os que morreram em estado de graça e não foram canonizados. O Dia de Todos os Mortos celebra todos os que morreram e não são lembrados na oração. Palavras do saudoso Mons. Arnaldo Beltrami.

Cemitério de São Gonçalo
Cemitério de São Gonçalo
São Gonçalo Agora/Sandro Araújo
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo