Primavera desperta as flores e as crises alérgicas. Saiba mais! - São Gonçalo Agora

Primavera desperta as flores e as crises alérgicas. Saiba mais!

Com a proximidade da primavera, a Estação das Flores, que se inicia às 23h29 de segunda-feira (22/09) e termina no dia 21 de dezembro para dar lugar ao verão, ocorre um período bonito da natureza que é a polinização, entretanto pode se tornar sufocante para pessoas que possuem alergia ao pólen, apresentando crises de rinite alérgica.

A polinização é o ato da transferência de células reprodutivas masculinas (núcleos espermáticos) através dos grãos de pólen (espermatozoides das plantas) que estão localizados nas anteras de uma flor, para o receptor feminino (estigma) de outra flor (da mesma espécie), ou para o seu próprio estigma. E neste processo há o cheiro forte de flores pelo ar, o que pode afetar quem é alérgico.

Entretanto, os baianos, principalmente quem vive em no litoral, não precisam se preocupar porque na Bahia há mais umidade e menos pólen, durante a primavera. A afirmação é do otorrinolaringologista, Otávio Marambaia, Conselheiro do Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb).

“A rinite causada pelo pólen acontece mais nas zonas temperadas do Brasil. Aqui na Bahia é insignificante”, assegurou o especialista, complementando que “é uma época de calor e chuva, este é o fator mais importante para cuidados com resfriados”, alerta.

O médico sinaliza que pode ocorrer na Bahia, principalmente em cidades do interior, como São Gonçalo dos Campos, se o indivíduo morar em um local perto de onde tenha muitas mangueiras e estiverem florindo.

Se isto ocorrer, o ideal é ficar distante, mas se não puder, a pessoa deve manter uma boa higiene no ambiente, inclusive providenciar que passem diariamente pano úmido nos móveis.

De acordo com o especialista, a pessoa acometida pela alergia, deve lavar o nariz com soro fisiológico e procurar um médico de imediato porque “a medicação é a base de anti-histamínico e as pessoas devem ter muito cuidado com eles. Estes remédios só devem ser usados com prescrição médica, pois causam algumas alterações como sonolência”, adverte Marambaia, destacando que o uso da medicação sem orientação é prejudicial para quem dirige ou desempenha outras tarefas que exijam cuidado.

São Gonçalo Agora/Sandro Araújo
por Noemi Flores
Compartilhe no Google+

About Sandro Araújo