residencial São Gonçalo pode ter a Semana Municipal de Incentivo ao Aleitamento Materno - São Gonçalo Agora

São Gonçalo pode ter a Semana Municipal de Incentivo ao Aleitamento Materno

Foto Reprodução
O Projeto de Lei Nº 005/2014 é de autoria do vereador Gonçalo Raimundo Alves de Oliveira (PSD), e foi aprovado por unanimidade dos vereadores presentes no momento da votação na sessão desta terça-feira (27/05) na Câmara Municipal de Vereadores de São Gonçalo dos Campos.

De acordo com o projeto, a Semana Municipal de Incentivo ao Aleitamento Materno deverá ser comemorada anualmente na primeira semana do mês de maio, passando a integrar o calendário de eventos municipais.

Vereador Gonçalo Raimundo (PSD) Foto Sandro Araújo
A Semana Municipal de Incentivo ao Aleitamento Materno tem como objetivo:

Estimular o interesse da sociedade na promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno e a mãe lactente, principalmente nos primeiros meses de vida da criança; Esclarecer a diferença entre leite humano e leite adaptado (leite em pó); Informar como e de que forma o leite materno protege as crianças; Conscientizar a necessidade constante do voluntariado de mães lactantes em amamentar crianças de mães que não possuem leite materno; Divulgar a importância do leite materno; Sensibilizar os diversos segmentos da sociedade para que compreendam e apoiem a mulher que amamenta.

Ainda de acordo com o projeto, a responsabilidade da promoção dessas atividades a que se refere à Lei, ficará a cargo da Secretaria Municipal de Saúde.

O projeto foi aprovado, mas para entrar em vigor no próximo ano (2015) precisa ser sancionado pelo executivo. Para o vereador Gonçalo, a sansão é coisa certa, pois se trata de algo que o prefeito tem muita preocupação, a saúde de São Gonçalo! Saúde para as mães e principalmente crianças, crianças que se tornarão o futuro dessa cidade.Clique aqui para ter acesso ao texto do projeto.

Ouça a sonora do Vereador Gonçalo



O aleitamento materno tem várias vantagens para a mãe, tais como:

Reduz a incidência de câncer de mama.
Protege a mulher contra a osteoporose.
Torna mãe e filho mais íntimos.

Entre as vantagens para o bebê estão:

Redução da incidência de doenças alérgicas, como alergias alimentares e asma.
Redução da ocorrência de diarréia.
Reduz a incidência de diabetes.
Redução no número de internações hospitalares.
Redução na ocorrência de otite média.
Redução na ocorrência de infecções respiratórias.

Além das vantagens do aleitamento, somente em raríssimas ocasiões - como na mãe portadora do vírus HIV - ele está contra-indicado.

Na imensa maioria das vezes, todas as dificuldades referentes à amamentação ao seio são de fácil solução, desde que consultada a pessoa adequada. Mesmo a mãe que trabalha fora pode continuar oferecendo o seu leite como alimento à sua criança, basta que o esgote e armazene.

Também é verdade que existem outras formas de alimentarmos nossas crianças e a escolha do alimento mais adequado deve levar em consideração toda a estrutura de vida e crenças da família.

Podemos também oferecer alimentação mista (leite materno e fórmula) à criança.

É muito importante, contudo, que a mãe tenha consciência de que a amamentação ao seio é uma das experiências mais gratificantes para a imensa maioria das mulheres e que devemos fazer todas as tentativas para que ela seja mantida durante o máximo de tempo possível.

São Gonçalo Agora/Sandro Araújo
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo