residencial Melhorias na Curva do Magalhães estão paradas por falta de verbas - São Gonçalo Agora

Melhorias na Curva do Magalhães estão paradas por falta de verbas

Curva da Morte, Povoado do Magalhães
Mais uma vez as obras da rodovia BA-502 em São Gonçalo dos Campos estão paradas, antes da conclusão, por falta de verbas ou licitação. 

Vereadora Ane (PSDB) e Vereador Nilsinho (PDT)
De acordo com o pronunciamento da Vereadora Ane (PSDB), na sessão realizada nesta terça-feira (08), na Câmara Municipal de Vereadores de São Gonçalo dos Campos, as obras que visavam melhorias na “Curva da Morte”, bem como, em trechos do acostamento da rodovia no povoado do Magalhães foram suspensas devido à falta de verbas para sua conclusão.

A vereadora pediu a Casa Legislativa que encaminhasse ao DERBA (Departamento de Infraestrutura de Transportes da Bahia), um ofício pedindo esclarecimentos do órgão referente ao abandono das obras. Segundo a Vereadora Ane e o Vereador/ Presidente da (CL) Gilson Cazumba (PL), da forma que se encontra a curva hoje, o risco de acidente se torna bem maior, principalmente à noite com a ausência de sinalização e guard rails (proteção) que foi retirada.

Se as respostas para a Vereadora Ane chegarão, não sabemos, pois o Vereador Nilsinho (PDT) encaminhou um ofício, Nº 005/2014, dia 26 de março deste ano, pedindo os mesmos esclarecimentos ao DERBA, e segundo ele, nada foi respondido. (Clique para abrir o ofício).

Maquinas da EMBRAE a serviço do DERBA
As obras na “Curva da Morte” começaram no inicio do mês de março e segundo o Encarregado de Obras, Sr. Emanuel, a previsão para a conclusão de sua parte do serviço seria no dia (28/03), e a partir de então, outra empresa daria continuidade com o asfaltamento dos locais melhorados e colocação dos guard rails.

Sobre a obra está sendo executada de forma errada, como consta nos pronunciamentos da Vereadora Ane, da sessão da Câmara do dia (25/03), o encarregado disse a nossa reportagem que estava cumprindo ordens e projeto dos engenheiros do DERBA.

Hoje no local, estão apenas duas maquinas aguardando o recolhimento para o pátio da EMBRAE (Empresa Brasileira de Engenharia Ltda), empreiteira responsável pela execução dos serviços.

RELEMBRE O CASO

São Gonçalo Agora/Sandro Araújo
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo