residencial Professor é espancado ao tentar ensinar no Distrito Federal - São Gonçalo Agora

Professor é espancado ao tentar ensinar no Distrito Federal

O professor foi espancado ao chamar atenção de jovens que urinavam em local inadequado. Caso foi registrado no Distrito Federal.

O professor de educação física, Luciano Silva Lopes Xavier, 28, foi espancado na noite do último domingo em um shopping de classe média alta de Brasília por dois jovens que estavam no local. O motivo da agressão foi um pedido feito pelo professor para que ambos não urinassem em um local inadequado.

Ontem, a Polícia Civil prendeu os dois agressores. Yago Barboza Ferreira da Silva, 21, e Matheus Phanta Junges Borgmann Rodrigues, 20, confessaram o crime, ainda segundo a polícia. Em depoimento, eles contaram que, depois de terem sido chamados a atenção, partiram para cima da vítima. Mesmo após o professor ter desmaiado, os dois jovens continuaram a bater nele dando socos e pontapés.

Xavier teve traumatismo craniano e a mandíbula quebrada em duas partes. Três coágulos se formaram no cérebro da vítima, que também está com os movimentos do lado esquerdo do corpo paralisados. Ele está internado na unidade de terapia intensiva de um hospital particular na capital. O último boletim médico divulgado pelo hospital informa que o quadro de Xavier é estável mas ele ainda está sob vigilância neurológica. Ele respira sem a ajuda de aparelhos e mantém os sinais vitais dentro dos padrões normais.

Os dois agressores serão indiciados por tentativa de homicídio qualificado por motivo fútil, porque a vítima não teve chance de defesa.

São Gonçalo Agora/Correio

 

Compartilhe no Google+

Sandro Araújo