residencial Cursos técnicos abrem mais de 45 mil vagas na rede pública - São Gonçalo Agora

Cursos técnicos abrem mais de 45 mil vagas na rede pública

Foi ao ler uma notícia com o título acima, quatro anos atrás, que a mãe do estudante Ezequias Sampaio Ferreira, hoje com 18 anos, conheceu o tipo de formação que mudaria o futuro dele. “Estava terminando o ensino fundamental e minha mãe soube que tinham escolas que ofereciam o médio junto com o técnico, fiz e hoje acho que tenho um certo privilégio no mercado de trabalho por não ter só a formação geral”, conta Ezequias.

Na próxima semana, quando as matrículas para essa modalidade serão abertas, a notícia se repete para que mais de 45 mil novas vagas oferecidas pela Secretaria Estadual de Educação (SEC) sejam ocupadas em todo o estado.

Os Cursos de Educação Profissionalizantes podem ser concluídos em até quatro anos (o ensino médio regular em três). Chegando ao fim, o estudante tem a certificação do ensino médio, mas também já está apto a encarar o mercado de trabalho com uma formação técnica com reconhecimento pelo Ministério da Educação (MEC).

Cursos

No estado, a diversidade é maior, contando com mais de 80 cursos, segundo a Suprof. O curso é tanto para quem parou de estudar e quer retornar com um ensino profissionalizante, sendo necessário para isso ter idade superior a 18 anos para ingressar na modalidade de Educação de Jovens e Adultos; ou para estudantes que decidem fazer um Ensino Médio Profissionalizante após ter concluído o ensino fundamental. Para quem já cursou parte do ensino médio e abandonou, consegue concluir a formação técnica em dois anos e meio.

A secretaria garante que não há nenhuma alteração no programa do ensino médio.

Para quem já concluiu o médio na rede pública de ensino ou como bolsista da rede privada, não é preciso arrependimento de não ter feito o curso técnico. O pós-médio é uma modalidade em que os alunos já concluintes possam concluir o técnico em dois anos. Na Bahia, serão 10.610 novas vagas apenas para esse tipo de inscritos, que apenas nessa modalidade precisam aguardar o resultado de um sorteio eletrônico que vai garantir ou não a vaga.

“Optamos pelo sorteio eletrônico por causa da desigualdade da concorrência por conta dos níveis diferentes de ensino e também porque podemos ter um aluno recém-concluído com outro que terminou o ensino médio anos atrás”, explica a coordenadora da Assessoria de Informação Estratégicas da Suprof, Neivia Lima.

Hoje começam as matrículas da rede estadual, inicialmente para transferências de alunos entre unidades da própria rede. Amanhã e quinta-feira, abre inscrição para estudantes que estão concluindo ou iniciando o ensino fundamental. Os demais alunos da rede fundamental se matriculam nos dias 21 e 24. Na terça e quarta-feira, estão abertas a matrícula do ensino médio, podendo o estudante optar pela formação geral ou profissionalizante.

São Gonçalo Agora
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo