residencial Pai que foi queimado pelo filho morre no HGE - São Gonçalo Agora

Pai que foi queimado pelo filho morre no HGE

Depois de permanecer uma semana internado no setor de queimados do Hospital Geral do Estado (HGE), Paulo César Souza Santiago, 50 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu. O homem teve o corpo incendiado depois que o filho, identificado como Diogo Rocha Santiago, 20, jogar álcool e atear fogo.

O crime aconteceu no dia 22 de janeiro, na casa em que acusado e vítima residiam, na Cidade Nova, em Salvador. Uma discussão por motivo banal levou o jovem a incendiar o corpo de próprio pai. Em depoimento na 2ª Delegaci Territorial (DT/Lapinha), o acusado disse que Paulo César se irritou ao tentar acessar o computador que havia sido travado com uma senha pelo filho.

Segundo a polícia, uma tia disse em depoimento que o homem queria saber o que tanto o filho fazia na internet. Como não conseguiu acessar o equipamento, o pai aguardou a chegada de Diogo e pediu para ver o que ele vasculhava. O filho negou e os dois iniciaram uma discussão.

Irritado, o pai desligou o computador à força, puxando a tomada e em seguida pôs o filho para fora de casa. A briga foi presenciada pela tia e pela mãe do jovem. Minutos depois, Diogo voltou para casa com uma garrafa de álcool e jogou sobre o corpo do homem que estava dormindo.

Paulo César foi socorrido para o HGE, onde foi permaneceu internado. Ele sofreu queimaduras no peito, na costas, nádegas, mãos e pernas. Com a morte do pai, Diogo deve ser mais uma vez intimado. Do Bocão News.

São Gonçalo Agora/Sandro Araújo
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo