São Gonçalo Agora
Dois homens de dados ignorados caíram da carroceria de um caminhão na manhã desta quarta-feira (02) por volta das 9h quando o veículo trafegava pela BA-502, no povoado do Jacaré em São Gonçalo dos Campos.

De acordo com informações, uma corrente que prende a carroceria se soltou e os dois homens se desequilibraram e caíram. "Eles nasceram novamente!" Disse o socorrista Taffarel sobre as duas vítimas que sofreram várias escoriações, sendo uma delas socorrida com suspeita de fratura na "cabeça do fêmur" e outra com suspeita de fratura no joelho. Ambos foram encaminhados ao Hospital Municipal onde permaneceram em observação.

Na noite de ontem (01) por volta das 19h, o plantão de socorro do Hospital Municipal também prestou os primeiros socorros a um homem identificado como 'Turica", 40 anos, que sofreu um acidente de moto na Av. José Carlos de Lacerda, nas proximidades do posto de combustível Avenida. Segundo o socorrista, a vítima foi encontrada desacordada e com várias escoriações. Após o atendimento, "Turica" ficou em observação e relatou na emergência do hospital que perdeu o controle da moto e caiu. Por está fazendo uso do capacete nenhuma pancada afetou sua cabeça.

São Gonçalo Agora/Sandro Araújo
Com informações do Plantão de Socorro
A polícia civil de São Gonçalo dos Campos prendeu na manhã desta segunda-feira (31) Evangivaldo Ferreira de Oliveira Filho, o Inho (foto ao lado), acusado de fazer parte da quadrilha de Reginaldo Pereira, vulgo Regi, autor do assassinato do chefe da Guarda Municipal de Feira de Santana, Marcos Vinícius Alves, ocorrido no dia 2 de maio deste ano, e o sequestro seguido de roubo e extorsão do empresário sangonçalense Geraldo Borges Lacerda Júnior, ocorrido em 2014. O mandado de prisão temporária e busca e apreensão foi expedido pela Juíza de Direito desta Comarca, Ely Christiane Esperon.

De acordo com informações do Investigador Weliton, chefe do Serviço de Investigação (SI) da Delegacia Territorial (DT) desta cidade, Evangivaldo foi preso em sua residência no bairro Murilo Leite, e sua função na quadrilha era prestar informações das vítimas, até que todo o plano criminoso fosse elaborado. Evangivaldo confessou em depoimento detalhes de sua participação no sequestro do empresário, afirmando que passou para os comparsas toda a rotina, situação econômica e até o momento exato que deveria ser efetuada a ação criminosa.

As informações pelo sequestro lhe renderam a quantia de R$ 1 mil reais, uma pequena parte dos R$ 7 mil roubados pela quadrilha na residência da vítima. Escondido em um ponto estratégico, Evangivaldo informou o exato momento em que a família do empresário chegou à residência, e que os executores da ação poderiam invadir a casa, rendê-los e levar o dinheiro que estava guardado na mesma.

Além do sequestro, o acusado também confessou sua participação no assalto que culminou na morte de Carlos dos Santos, Carlinhos do Bar, ocorrido na Rua Eulália Daltro, bairro Murilo Leite, no dia 20 de julho de 2013. Evangivaldo descobriu que Carlinhos possuía uma pistola, comentou com Reginaldo, e juntos bolaram o assalto para roubar a arma. Na semana do crime o informante passou em frente do Bar com Reginaldo para o mesmo fazer o reconhecimento da área. O assalto deu errado porque a vítima reagiu entrando em luta corporal com o indivíduo no interior de sua residência, que lhe desferiu um tiro, vindo a óbito no mesmo dia.

Evangivaldo continuará sendo ouvido nesta terça-feira (01), porque também existe a possibilidade dessa mesma quadrilha ter assaltado um comerciante no povoado do Magalhães, e roubado todo o dinheiro do comércio. Outros crimes no município também estão sendo investigado.

Reginaldo Pereira (Regi) e Julio de Oliveira Ribeiro
Fazem parte da quadrilha Evangivaldo Ferreira de Oliveira Filho, Reginaldo Pereira Julio de Oliveira Ribeiro, ambos presos no último dia 17 de agosto pelo assassinato de Marcus Vinicius, e mais um quarto integrante ainda acobertado pelos comparsas.

Confira todos os detalhes nesta entrevista com o Investigador Weliton


São Gonçalo Agora/Sandro Araújo
Socorrista Tafarel
O plantão de socorro do hospital municipal de São Gonçalo prestou atendimento a um acidente motociclístico por volta das três e meia, madrugada deste domingo (30).

De acordo com o socorrista Taffarel, responsável pela equipe, o acidente aconteceu na localidade do Candeal, BA-501, nas proximidades do Hotel Umbaubeira.

A vítima, identificada como Rogério Amorim, aparentando idade entre 28 e 30 anos, natural de São Gonçalo e residente em Feira de Santana, voltava de uma festa no povoado da Brita, zona rural desta cidade, quando perdeu o controle da moto e caiu. Rogério sofreu várias escoriações, traumatismo craniano encefálico moderado e suspeita de fratura no osso da face.

De acordo com informações do hospital municipal de São Gonçalo, a vítima foi transferida para o Hospital Geral Cleriston Andrade (HGCA) em Feira de Santana, porém foi devolvida a São Gonçalo por falta de vaga naquela unidade hospitalar. Só nas primeiras horas dessa manhã, por volta das 6h, Rogério foi encaminhado novamente à Feira de Santana e foi atendido. Até o fechamento desta matéria não obtivemos informações sobre seu estado de saúde.

São Gonçalo Agora/Sandro Araújo
A Polícia Militar de São Gonçalo dos Campos deu início  neste sábado (29) a uma operação especial de rondas e abordagens com o apoio do Major Davi Souza, comandante da 57ª CIPM - Companhia Independente de Polícia Militar /Santo Estevão, com o objetivo de combater a criminalidade na zona rural deste município.

De acordo com o Tenente PM Laerte, comandante do BPM/SG, nesta tarde já foram efetuadas rondas nas localidades de Santana do Itaquari, Muringue, Jacaré, Brita, Afligidos e Mercês. Ainda de acordo com o tenente, a operação se estenderá nos próximos dias e atenderá à toda zona rural do município. Os horários são incertos, exatamente para não oferecer oportunidades aos criminosos de preverem a ação da polícia.

Vários veículos, bares e pessoas foram abordados e revistados. Até o momento nenhuma anormalidade foi registrada. As equipes estão entrando em contato diretamente com os moradores das comunidades e informando o número telefone da viatura (75) 8146-0021 para possíveis denuncias e solicitações de emergência.

São Gonçalo Agora/Sandro Araújo
Informações e fotos da polícia

Patrulheiros do posto da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) da BA-502 em São Gonçalo dos Campos apreenderam uma pistola, três revólveres, munições, drogas, celulares, mascaras ninja (brucutu) e um machado em posse de quatro indivíduos e um menor durante uma abordagem de rotina por volta das 9h deste sábado (29).

Patrulheiros do posto da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) da BA-502 em São Gonçalo dos Campos apreenderam uma pistola, três revólveres, munições, drogas, celulares, mascaras ninja (brucutu) e um machado em posse de quatro indivíduos e um menor durante uma abordagem de rotina por volta das 9h deste sábado (29).

De acordo com a polícia, Joaneson Gonçalves da Cruz, 24 anos, Oteoni da Silva Cabral 31, o irmão dele Irailton da Silva Cabral, 22, um adolescente de iniciais R.M.S, 12 anos, fretaram por R$ 120,00, um veículo Corsa Sedan, de propriedade de Paulo Henrique Costa Lima, 19 anos, que faz transporte irregular de passageiro mais conhecido como “Ligeirinho”.

Eles saíram da Praça do Tomba, em Feira de Santana, e ao passar pelo Posto 3.1/1, em São Gonçalo dos Campos, foram abordados pela PRE que encontrou no interior do veículo uma pistola 380, um revólver calibre 38, uma faca e dois revólveres calibres 32, além de um machado, luvas e cerca de 50 munições. Todos foram levados para o Complexo de Delegacias em Feira de Santana.

O proprietário do veículo prestou depoimento acompanhado pela advogada Luana Dourado e em seguida foi liberado. O jovem, segundo a advogada, não tinha envolvimento com o grupo, não sabia a intenção dos quatro homens, e foi ouvido pelo delegado Laércio Santos como testemunha. O adolescente também foi liberado porque não houve violência, nem crime de ameaça. Os demais foram autuados em flagrante.

O planejamento da chacina foi motivado por uma vingança. De acordo com a mãe de Joaneson, havia uma disputa por ponto de drogas na cidade de São Felix e por volta das 20h30 do dia 26 de abril deste ano dois homens invadiram a residência dela a procura de Joaneson. Como não o encontraram atiraram no sobrinho dele, uma criança de 3 anos que foi alvejada debaixo do queixo. A bala ficou alojada no crânio e o garotinho perdeu a visão do olho direito. A mãe da criança, de 20 anos, também foi baleada no seio e na cabeça.

A família foi obrigada a deixar a cidade e morar em Salvador. Neste sábado o grupo iria se vingar, mas teve o plano frustrado pela PRE. “Eles iriam cometer essa loucura por causa da impunidade da polícia de São Félix. Os meliantes que invadiram minha casa ficam na praça, no campo, tomando cerveja, faço denúncias e eles não fazem nada. Tive que sair da minha casa com minha família, recomeçando do zero, e sofrendo quando olho para meu neto que nasceu perfeito e agora está deficiente de um dos olhos. Meu neto e minha filha não tinham nada a ver com essa disputa de droga e ele só não executou o menino e minha filha porque eu lutei com ele dentro de casa”, disse.

O adolescente que foi apreendido e liberado disse que a intenção era matar quem encontrasse. “A arma que eu estava usando? Um 32, um litrão, uma faca e um machado. A gente ia cortar o corpo todo, arrancar cabeça, braço, perna, depois de derrubar. Eles querem ser mais que todo mundo e isso não existe. A gente ia matar quem estivesse lá. Só bateu na mente de ir, conversamos pelo celular e foi aquilo mesmo. Depois a polícia pegou a gente no meio do caminho. Se desse certo depois a gente ia pegar outro carro para qualquer cidade. Se eu teria coragem de cortar a cabeça? Lógico”, respondeu o garoto de 12 anos.

São Gonçalo Agora/Sandro Araújo
Acorda Cidade
O prefeito Antonio Dessa Cardoso (Furão) foi entrevistado na tarde desta quinta-feira (27) no programa Planeta Notícia (Rádio São Gonçalo AM 1.410).

Furão foi convidado pela bancada do programa para falar sobre o reajuste salarial de prefeito e vereadores de São Gonçalo, assunto debatido nos últimos 10 dias no programa e que tem gerado muitas opiniões na cidade. Durante as discussões centenas de ouvintes se posicionaram contra a um possível aumento no salário dos edis, e a favor da redução dos salários, que até o final de 2016 será colocado na pauta de votação da Câmara de Vereadores.

Até esta quarta-feira nenhuma informação oficial por parte dos vereadores havia sido divulgada com relação a uma possível discussão na casa legislativa sobre reajuste salarial. Atualmente em São Gonçalo um vereador recebe em média R$ 6 mil e prefeito R$ 12 mil reais.

Durante a entrevista o prefeito Furão informou ter se reunido com alguns vereadores de sua bancada para tratar deste assunto, e afirmou ser favorável a uma ampla discussão na cidade, contanto que a população em geral participe das discussões e juntos estabeleçam o mais merecido e adequado, tanto comparado a realidade da cidade quanto a do País, que vem enfrentando uma séria crise. Ainda de acordo com o prefeito, que tem pretensões em concorrer ao cargo de Deputado Federal em 2018, este movimento precisa chegar também aos deputados, senadores, governadores e presidência, que vivem em condições mil vezes mais cômodas que os vereadores e prefeitos do País.

Ouça um trecho da entrevista no link abaixo.


O assunto, "reajuste salarial de vereadores e prefeito", vem sendo discutido no programa (PN) após a grande repercussão dos moradores de Santo Antônio da Platina (PA), Fazenda Rio Grande (PA), Palmas (TO), Poços de Caldas (MG), Poções dentre outras se articularem e brigarem pela redução dos salários dos vereadores e prefeitos dessas cidades. Após repercussão nacional centenas de cidades do País estão iniciando movimentos parecidos e todos com o mesmo objetivo, que é a redução desses salários.

Resultado favorável ao movimento já foi registrado em Santo Antonio da Platina. 
De acordo com a emenda do projeto, o salário do prefeito, que iria de R$ 14,7 mil para R$ 22 mil, será agora de R$ 12 mil.

Já o salário do presidente da Câmara, que passaria de R$ 4 mil para R$ 8,5 mil, vai ser de R$ 970. O dos vereadores, que subiria de R$ 3,7 mil para R$ 7,5 mil, também será de R$ 970.

A alteração no projeto foi aprovada por sete votos a um. O presidente da Câmara não vota nesses casos, conforme o regimento da Casa.

Poços de Caldas
Em Poços de Caldas por exemplo, no último dia 24, dois moradores iniciaram um abaixo-assinado pedindo a redução do salário dos vereadores. Segundo eles, a ideia é recolher assinaturas suficientes para encaminhar um projeto de iniciativa popular à Câmara propondo a redução de 50% nos vencimentos, que atualmente são de cerca de R$ 7,8 mil reais.

A coleta das assinaturas está sendo feita em diversos bairros da cidade e conduzida pelo empresário Vicente Ignez e pela artesã Maria da Conceição Vivaldi. Segundo os organizadores, mais de 3,7 mil pessoas já participam da lista, que precisa de 5,5 mil nomes.

"Também vamos propor a redução de 30% do salário do prefeito, vice-prefeito e secretariado", diz Ignez.

"Vêm [assinar] porque estão revoltados com a situação do país. Todos ganhando tão pouco, desemprego geral e o salário alto demais para os vereadores e demais políticos", completa Maria da Conceição.

Para os eleitores, o dinheiro economizado com essa possível redução no salário dos políticos já daria uma grande ajuda no pagamento de outras contas.

"Eles devem colaborar com o país. A situação está difícil? Está. Então todo mundo tem que tirar um pouquinho, né?", diz um dos eleitores que assinou a lista.

Curitiba
Já em Curitiba, Luan de Rosa e Souza, representante do movimento “Pela redução salarial dos vereadores de Curitiba”, usou a tribuna da Câmara Municipal, nesta terça-feira (25), para defender a revisão da remuneração dos parlamentares.

Para o movimento, o salário mensal de R$ 15 mil é desproporcional à sociedade e deveria baixar para R$ 1.500,00.

“Não é um movimento que quer implodir a Câmara de Vereadores, então, em nenhum momento isso vai acabar com o processo legislativo em si. Mas, reduzindo o salário você faz com que se crie mais participação popular. Com a quantidade que eles ganham hoje, que dá uma média de R$ 1,2 milhão no final do mandato, eles podem se autofinanciar em campanhas políticas, que gera um ciclo vicioso das mesmas pessoas sempre se elegendo”, afirmou Luan de Rosa e Souza.

A proposta é criar e apresentar à Casa um projeto de lei de iniciativa popular para que os salários sejam revistos. De acordo com Souza, o movimento tem três mil assinaturas presenciais.

“Isso em um dia e meio de trabalho, e o apoio populacional é incrível. Eu já busquei assinaturas em outros momentos e nunca encontrei este apoio”, comentou Souza.

Para que a proposta tramite da Câmara são necessárias as assinaturas de 5% do eleitorado curitibano – quase 62,2 mil. O documento deve conter o nome completo, nome da mãe, o número título de eleitor, localização, data de nascimento e assinatura do cidadão. Em duas semanas, o movimento angariou cinco mil assinaturas via internet.

“Reduzir o salário é muito mais do que uma demanda necessária para sociedade, é uma oportunidade para os vereadores provarem que estão realmente legislando em favor da população”, afirmou Luan de Rosa Souza.

Esta mobilização em Curitiba se junta a outras ocorridas, principalmente, na região norte do estado. A população se organizou de forma semelhante, por exemplo, em Jacarezinho, Santo Antônio da Platina.

Para defender o projeto Luan de Rosa e Souza, cita outras profissões como professores e dos garis, que são tão importantes quanto à vereança, na avaliação dele, mas que não garantem remunerações similares às dos parlamentares.

“O que mais legitima é o desejo da população. Todo o poder emenda do povo”.

Questionado sobre o que sentiu ao dialogar com vereadores sobre a redução salarial, Luan de Rosa e Souza afirmou que é cedo para fazer uma avaliação. "A impressão é difícil de dar em meio à bolha demagógica. Frente à mídia e à mobilização popular, todos serão favoráveis”.

Vereador propõe salário de R$ 7.000,00
Logo no início da sessão desta terça-feira, o vereador Professor Galdino (PSDB) defendeu a diminuição dos salários dos parlamentares de Curitiba. “Nossa remuneração é alta, e neste momento de crise, podemos fazer um sacrifício para a Prefeitura de Curitiba”, disse o parlamentar.

O vereador afirmou que não concorda com o valor social de R$ 1.500,00. Para ele, o ideal seria a média salarial dos professores dos municípios, que segundo ele, é de R$ 7.000,00. “No ano que vem teremos eleições, e a diminuição do teto salarial irá agradar todos os curitibanos”, disse Galdino.

O pronunciamento de Galdino causou certo tumulto. Ele disse que a Mesa Diretora estava o atrapalhando e pediu respeito. O presidente Ailton Araújo (PSB) não gostou, e solicitou que Galdino não se referisse à Mesa “como um todo”.

O vereador informou que pretende apresentar uma emenda que possibilite que vereadores proponham alterações nas remunerações. Esta possibilidade é exclusiva à Mesa Diretora.

São Gonçalo Agora/Sandro Araújo
As matérias como exemplo são do G1
Moradores da Rua São José, no bairro Santo Antonio em São Gonçalo dos Campos, enviaram via WhatsApp imagens de um terreno abandonado e possivelmente causador do aparecimento de "bichos" na referida rua. Uma das moradoras informou à nossa reportagem que cobras e aranhas já apareceram em sua residência. Segunda ela esses animais estão saindo deste terreno.

Outra moradora relatou que "insetos do tipo muriçoca aumentaram depois que o matou tomou conta completamente do terreno", disse a moradora que prefere o anonimato.

De acordo com informações de moradores da rua, o proprietário do terreno não mora nesta cidade, e a pessoa que tomava conta da propriedade faleceu. Nossa reportagem não conseguiu as identidades dessas pessoas.

Sem saber a quem recorrer, os moradores pedem providências das autoridades competentes.

São Gonçalo Agora/Sandro Araújo
Informações e fotos do WhatsApp
A Associação de Apoio a Infância e Adolescência, entidade a qual pertence a Academia de Karatê Pequeno Mestre, que tem como presidente o sargento reserva Edvaldo Pereira (Grilo) de São Gonçalo dos Campos lançou na manhã desta terça-feira (25), na sede da Associação dos Kombeiros de São Gonçalo dos Campos (SINDKOSAN), o projeto Academia de Polícia Humanitária Mirim da Bahia (unidade São Gonçalo dos Campos).

Apesar de lançado nesta terça, o projeto já existe na cidade há cerca de 4 meses, e de acordo com o SGT RR Edvaldo, até este mês de agosto 23 crianças já foram formadas na academia e participam ativamente das atividades oferecidas.

O projeto idealizado pelo sargento reserva da Polícia Militar, Absolon de Oliveira, já vem sendo desenvolvido em Salvador em duas escolas do bairro Beirut Tancredo Neves, há mais de 18 anos. Em Camaçari, teve início em outubro de 2012, na comunidade de Machadinho.

O projeto visa atender às famílias da comunidade, envolvendo-as em atividades que serão realizadas em dias específicos, quando valores éticos e de cidadania serão discutidos e vivenciados e, consequentemente, diminuir os índices de violência nas comunidades.

No lançamento em São Gonçalo estiveram presentes o Tenente Coronel Deiró, Major Davi Souza (comandante da 57ª CIPM Santo Estevão), Nilson Torres (presidente do CONSEG), a imprensa local e integrantes da sociedade civil.

Confira mais detalhes na fala do SGT RR Edvaldo Pereira


São Gonçalo Agora/Sandro Araújo
A dona de casa Meire dos Santos Pedreira compareceu na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Feira de Santana, na manhã desta terça-feira (25) para prestar depoimento sobre a morte do marido e policial civil Mário César Pedreira Filho, 57 anos, crime ocorrido na madrugada da última sexta-feira (21) na cidade de São Gonçalo dos Campos.

Ela é suspeita de ter atirado contra o marido. O policial conhecido como “Marão” morreu dentro de casa na rua das Flores, após levar um tiro de pistola “ponto 40” na boca. O corpo foi encontrado dentro do quarto do casal, e no momento do disparo, os dois filhos, um garoto de 17 anos e uma jovem de 24 anos, estavam na residência.

De acordo com a polícia, o crime pode ter sido provocado por brigas entre a vítima e a mulher provocadas por ciúmes. A arma usada no crime era instrumento de trabalho do policial.

Mário César trabalhou em Feira de Santana e São Gonçalo, e estava atuando em Conceição da Feira. Meire Pedreira prestou depoimento para o coordenador regional de polícia, delegado João Rodrigo Uzzum, acompanhada pelo advogado Dálvaro Neto.

O advogado informou que sua cliente sofreu agressões físicas do marido e que após nova discussão por conta de mensagens de uma suposta amante no celular dele houve nova agressão, e ela acabou pegando a arma e atirou nele. Dálvaro acrescentou ainda que a mulher alegou que já teve o braço fraturado por conta de uma ‘cadeirada’ praticada pelo marido.

Após ouvir o depoimento, o delegado João Uzzum, informou que encaminhou a mulher para fazer exames que deverão comprovar ou não as agressões alegadas por ela e que vai ouvir depoimentos de outros familiares, principalmente os filhos do casal.

São Gonçalo Agora/Sandro Araújo
Fonte: Central de Polícia
As 12 primeiras câmeras chegaram na manhã desta segunda-feira (24) em São Gonçalo dos Campos. De acordo com informações da empresa Exemplo Comercio e Serviços de Informática LTDA ganhadora da licitação, responsável pela instalação do sistema de videomonitoramento, as câmeras da Axis abrangem uma variedade de necessidades de aplicação, de câmeras externas resistentes para climas severos a produtos discretos para ambientes sensíveis.

As câmeras chegaram na manhã desta segunda (24)
As câmeras oferecem uma série de recursos – para citar alguns, HDTV, um amplo alcance dinâmico, infravermelho e Lightfinder – que garantem um vídeo claro, mesmo em condições difíceis de iluminação. As câmeras da Axis Comunications  também proporcionam recursos avançados de dados analíticos do vídeo, como a detecção de movimento, detecção de áudio e alarme contra violações.

A Série AXIS Q17 por exemplo, apresenta câmeras HDTV para o dia e para a noite, que satisfazem às exigências do mercado profissional. Elas são ideais para fazer a segurança de áreas como ruas e cruzamentos, cassinos, controle de passaportes, aeroportos e estações de trem, onde a identificação de alta qualidade é necessária.

De acordo com o prefeito Furão, a previsão é que todo o sistema seja instalado e funcionando até o fim deste ano. O local da base de monitoramento já foi escolhido. O CONSEG - Conselho Comunitário de Segurança, Ministério Público e Prefeitura Municipal, responsáveis por implantar o projeto na cidade apostam que, com este sistema possíveis crimes como arrombamentos a agências bancarias e estabelecimentos, assaltos, tráfico dentre outros poderão ser flagrados ou impedidos. A Guarda Municipal e as polícias ficarão responsáveis por vigiar a cidade 24 horas.




São Gonçalo Agora/Sandro Araújo
A redação do portal recebeu via WhatsApp - (75) 8287-2757- nesta segunda-feira (24) imagens de um "ponto de transportes" no Centro de Abastecimento de São Gonçalo dos Campos. A pessoa não quis se identificar, mas solicitou a ajuda do portal para chamar a atenção dos responsáveis para a realização de um urgente reparo na estrutura do ponto, que está correndo um sério risco de desabar e possivelmente gerar prejuízos ou um grave acidente. A ferrugem está corroendo as duas "colunas" de ferro que sustenta o ponto. O local é bastante frequentado durante a semana pelos alunos, e aos sábados pelos feirantes e pessoas que visitam o Centro de Abastecimento.


São Gonçalo Agora/Sandro Araújo
Informações e fotos via whatsapp
Edvan Silva de Jesus, 21 anos, o "Cebola", foi preso por volta das 11:30h desta quinta-feira (20), na Rua Salmo 29, conjunto Fraternidade em Feira de Santana.

De acordo com informações da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes de Feira de Santana DTE/FEIRA, subordinada ao Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (DRACO), "Cebola" foi preso portando uma certa quantidade de maconha, dinheiro e munições para pistolas 9mm e 380.

O acusado, que cumpre pena por roubo, estava na condição de foragido do Conjunto Penal de Feira de Santana por não ter retornado de uma "saída temporária" concedida pela justiça.

De acordo com o chefe do Serviço de Investigação da Delegacia Territorial de São Gonçalo, o agente civil Weliton, "Cebola" também estava sendo procurando nesta cidade, onde também já praticou diversos delitos.

São Gonçalo Agora/Sandro Araújo
Com informações da Polícia